quarta-feira, 22 de maio de 2013

Dia Internacional da Biodiversidade 2013

O Dia Internacional da Biodiversidade foca-se, em 2013, na estreita relação entre a Água e a Biodiversidade. O objetivo é alertar para a necessidade extrema de conservar a Diversidade Biológica e os ecossistemas para garantir a segurança no que diz respeito à água.



O Dia Internacional da Biodiversidade celebra-se anualmente a 22 de maio, desde o ano 2000. A efeméride instituída pelas Nações Unidas para celebrar a Biodiversidade do planeta Terra e para incentivar à sua conservação, foi assinalada pela primeira vez em 1993, no dia 29 de dezembro.
Dada a proximidade das festas natalícias e de fim de ano, a data da celebração foi alterada, sete anos mais tarde, para 22 de maio. Este é o dia do aniversário da aprovação do texto da Convenção sobre a Diversidade Biológica, que teve lugar em 1992.
Uma vez que 2013 foi designado o Ano da Cooperação Internacional para a Água, o Secretariado da Convenção sobre a Diversidade Biológica decidiu focar as celebrações do Dia Internacional da Biodiversidade na estreita relação entre a Água e Biodiversidade.
Neste dia, é enfatizado que os ecossistemas e, em particular, a diversidade de formas vivas que os constituem, regulam a disponibilidade de água e a sua qualidade, de tal modo que a degradação dos sistemas naturais conduz à insegurança em relação aos recurso aquáticos.
Deste modo, a correta gestão dos ecossistemas como as florestas, pradarias, zonas húmidas e solos, que constituem infraestruturas naturais através dos quais a água flui, é essencial.
No contexto das Alterações Climáticas, que afetam o ciclo da água e o funcionamento dos ecossistemas, é necessário agir a este nível para nos adaptarmos aos efeitos de fenómenos como o Aquecimento Global.
Por outro lado, dada a natural interdependência entre o ciclo da água e o ciclo do carbono, o recurso a abordagens baseadas no conceito de ecossistema tendo em vista a gestão da água também contribui para mitigar os efeitos das alterações do Clima.
Os exemplos de gestão dos ecossistemas para garantir a segurança no que diz respeito á água são múltiplos, indo desde a conservação das zonas húmidas para reduzir o risco de inundações à recuperação de solo para reduzir a erosão e a poluição e assim aumentar a disponibilidade de água para a rega agrícola, passando pela preservação das florestas para garantir as reservas de água potável.
Este tipo de abordagem resulta, também, em muitos outros benefícios tais como a promoção da segurança alimentar através de uma agricultura mais produtiva; disponibilização de matérias-primas como a madeira, por parte dos ecossistemas florestais e de habitat para espécies polinizadoras e silvestres e a disponibilização de locais de recreação e com valor cultural.

In: Naturlink

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget